terça-feira, 17 de abril de 2012

APRENDI

         
 


PORTO SANTO-MADEIRA

Já fui triste e triste andei
P`las ruas da amargura
Mas foi ai que encontrei
Vinda de Deus,a ternura

Aprendi que a vaidade
É coisa de tolo farsante
E que só tem liberdade
Quem é da vida um amante

Um olhar pode ajudar
Quem passa a vida ao relento
E só em Jesus pensar
Que jesus na alma é alento!

Assim foi que eu pensei
Jesus em meu coração
Assim foi que encontrei
O sentido do perdão.


FOTOS: Louro
POEMA:António Henrique
Posted by Picasa

15 comentários:

Multiolhares disse...

Jesus veio à terra
simplesmente para ensinar
o verbo do perdão
a arte de amar

a liberdade vive em nós
na alma e coração
a vaidade não ajuda
a tristeza também não
bjs

isa disse...

Saudades,de novo,das tuas Fotos.
Lindo o Porto Santo.
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Tão linda a sua Madeira, meu amigo!

Beijos e uma boa tarde

rosa-branca disse...

Olá amigo Louro, lindas fotos que completam na perfeição o poema. Não conheço mas adorava, pois pelas fotos é linda a Madeira. Beijos com carinho

Ana Martins disse...

Louro, boa noite!
lindo e com musicalidade, as fotos muito boas como sempre.

Beijinho,
Ana Martins

:.tossan® disse...

Perdoar é o ato mais nobre do homem. Belíssimas fotos amigo Lourenço. Abraço

rosa-branca disse...

Vim à procura de mais fotos, como ainda não há, deixo os votos de uma boa semana. Beijos com carinho

Fernando Santos (Chana) disse...

Belas fotografias e poema...Espectacular....
Um abraço

Rafeiro Perfumado disse...

Eu aprendi que aí se passam umas férias excelentes! Abraço!

Maria disse...

Meu amigo um poema lindo e fotografias maravilhosas como sempre. Conheço relativamente bem o Funchal, que é uma maravilha e ainda não conheço Porto Santo, o ano passado era para ir visitar, mas acabamos por ir para Lanzarote pois saíu bem mais barato.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Sandra disse...

Hoje é domingo e estou passando para deixar o meu abraço e a minha alegria a você.
Que Deus te ilumine a semana que se aproxima.
Nossa amizade é mais ou menos assim...

Poema do amigo aprendiz
Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
Pe. Zezinho SCJ.
Com muito Carinho,
Sandra

Maria Rodrigues disse...

Meu amigo passando para desejar um bom restinho de domingo e uma excelente semana.
Beijinhos
Maria

rosa-branca disse...

Olá amigo, passei para ver se já tinha seguido viagem. Boa semana e beijos com carinho

Maria Rodrigues disse...

Passando para deixar um beijinho e desejar uma excelente semana.
Beijinhos
Maria

poetaeusou . . . disse...

*
Amigo Lourenço,
recordei o Max,
,
Oh ilha do porto santo
Da uva tão saborosa
O teu mar é um encanto
Tua praia a mais formosa
E até Zarco ao descobrir-te
E ao pisar teu solo amigo
Foi quase como a pedir-te
Foi quase como a pedir-te
Protecção e um abrigo.
,
in-Max .
,
aquele abraço, fica,
,
*

Image and video hosting by TinyPic